3852 fans     1288 seguidores     39 seguidores - Club Adiante - Dirixe: Xosé Manuel Lema [Contacto]

Daniel Lago

Daniel Lago

Nado em Vigo, no 1979. Licenciado em Ciências Políticas pela USC (1998-2003) especialidade em estudos políticos e relações internacionais. Cursou Estudos Europeus na Universidade Moderna de Porto. Empresário do sector financeiro e da gestão de riscos e a protecção financeira. Secretario de programas e estudos políticos da Executiva Nacional de Compromisso por Galiza. Membro do Conselho Nacional e Secretario Local de CxG em Vigo.

O TRUMPXIT

Publicada: 09/11/2016

Aumentar texto Disminuir texto Reiniciar texto
0
2
0

Email Google+ Pinterest WhatsApp Menéame Chuza! Cabozo

Tempo de lectura: 5 minutos e 47 segundos.

A próxima administração republicana, guiada pelo novo comandante em chefe Donald J. Trump estará sem dúvidas marcada com uma política económica que têm um futuro incerto na economia, tanto dos EUA, como do resto do mundo. Uma política económica restritiva que afectará em negativo aos mercados dos chamados países emergentes; com uma clara linha restritiva para o livre comercio, e uma política exterior, que desenhara, finalmente, uma nova ordem mundial.

Além da vulnerabilidade, durante os próximos meses dos mercados mundiais, olhando para o nível interno da economia dos EUA, pode ser bem certo que de produzir-se a anunciada rebaixa fiscal, no curto prazo, tenha uma repercussão positiva para uma reactivação empresarial americana. Porem, um dos problemas finais das políticas económicas da nova administração Trump, no médio prazo, é que esta pode derivar na ineficácia sobre a economia real, sendo pouco favorável para o crescimento a rebaixa fiscal anunciada. Uma rebaixa fiscal que terá efeito sobre as rendas mais altas, mas que não chegara às gentes que deram o seu apoio ao excêntrico;, por dizer algo; multimilionário. Isto, no final pode levar a uma viragem cara o gasto no complexo industrial-militar como estímulo orçamentário; logo dos recortes em gasto em defesa dos últimos anos da administração Obama. 

Os mesmos que apoiaram a Trump, logo da reactivação da economia durante a administração Obama, podem ver no futuro como não recolhem nenhum beneficio e inclusive olharão como reduzirão o seu nível de bem-estar e de qualidade de vida. 

Nestas o Trump é que levará o seu discurso na procura de um inimigo, um interno e outro externo, para justificar uns “orçamentos de guerra”, tal e como fizera ao longo desta campanha presidencial.

Finalmente, o cenário é o de achegar a uma dívida pública dupla da actual; numa economia que poderíamos fixar com forte carácter de guerra; ante um aumento do gasto previsível sem precedentes e uma redução dos ingressos anunciada. 

O mundo pode estar na caminhada cara uma incertidão e vulnerabilidade já anunciada desde os começos da década de 2000 e incitada com grande sucesso desde a entrada da China na OMC e os seus planos de domínio mundial, e nos últimos tempos, com a colaboração necessária da Rússia do Putin. Hoje é já esse dia. O dia que todos aguardamos com impaciência e que já na fim deu chegado.

E passou o “Election day”, e olho para atrás e lembro agora, mais do que nunca, uma das primeiras coisas que sobre a ciência política, num mais do que correcto anglicismo, tinha chegado aos meus ouvidos: “checks and balances”.

Ainda bem que a democracia na América é assim, e os chamados “Pais Fundadores” achavam imprescindível a limitação do poder a través de distintos médios. Ainda bem, que o complexo sistema de separação de poderes saído da ração e da iluminação que levou, já na fim da guerra da Independência, à limitação do poder, uma das maiores preocupações do sistema político dos Estados Unidos, sempre com as preocupações em evitar qualquer uma classe de tirania e qualquer um abuso de poder. A hipótese neste caso, é se chegarão a funcionar os bloqueios institucionais. 

Se queres podes deixar un comentario sobre esta opinión no Facebook:

Pódeche interesar...

Fuco Pérez Sen Segundo,veciño de Gargamala

Xosé González Martínez

  Cúmprese este ano  o 55º aniversario da obra de Celso E.Ferreiro “Longa noite de pedra”, publicada en 1962. Un dos poemas que contén o libro titúlase “Romance incompleto” nel o autor relata a xeito de biografía a historia dun veciño da parroquia de Gargamala chamado Fuco Pérez Sen Segundo, posiblemente coetáneo do vate celanovés. O poema foi musicado por moitos cantautores. Nel debúllanse as miserias dun labrego desherdado, explotado, dos que non tiñan onde caer morto. …

Xosé González Martínez
Ler máis

Día da patria galega/Día de Galicia, xornada de pedagoxía galeguizadora

Xosé González Martínez

Presenciei moitas veces a mesma escena, aínda que con distintos protagonistas. Rematada a manifestación para reclarmar  protección gobernamental para o agro galego, ou reivindicar postos de traballo, grupos de manifestantes acuden aos bares levando debaixo do brazo bandeiras e pancartas para celebraren o éxito da convocatoria. Pídenlles aos camareiros viños, vermús, cervexas e  “algo para picar”, sen demandaren que sexan produtos galegos etiquetados na nosa lingua. A escena por frec…

Xosé González Martínez
Ler máis

Saiamos a rua a festejar !! Um novo tratado de livre comércio foi un feito!!!

Daniel Lago

Isso seria a lógica mesma, que deveria de funcionar logo da posta em marcha do JEEPA, o acordo de livre comercio entre a UE e o Japão.   Na contra, não olho as massas sair à rua manifestar a sua postura “contra” do acordo, assim como sim acontece com os tratados de livre comercio com o Canadá ou com EUA. Como sempre, deve ser que os maus não serão realmente os acordos de livre comercio, serão os acordos de livre comercio com os EUA ou com o Canadá. É por isso, que a gente fi…

Daniel Lago
Ler máis

Noticias sobre A Costa da Morte, as suas comarcas e os seus concellos: Bergantiños, Soneira, Camariñas, Carballo, Cee, Corcubión, Dumbría, Fisterra, Muxía, Vimianzo, Santa Comba e Zas.
Opinión
Enova Energia
Festival da Luz Gadis 2017
KNM Abogados
Verán Xalleiro 2017
Costa Artabra
OndaHit
Auto Xallas 2017
Concello da Laracha
Concello de Mazaricos
En breves

Adiante TV

Opinión

Fuco Pérez Sen Segundo,veciño de Gargamala

Xosé González Martínez

  Cúmprese este ano  o 55º aniversario da obra de Celso E.Ferreiro “Longa noite de pedra”, publicada en 1962. Un dos poemas que contén o l…

Xosé González Martínez
Ler máis

Día da patria galega/Día de Galicia, xornada de pedagoxía galeguizadora

Xosé González Martínez

Presenciei moitas veces a mesma escena, aínda que con distintos protagonistas. Rematada a manifestación para reclarmar  protección gobernamental p…

Xosé González Martínez
Ler máis

Saiamos a rua a festejar !! Um novo tratado de livre comércio foi un feito!!!

Daniel Lago

Isso seria a lógica mesma, que deveria de funcionar logo da posta em marcha do JEEPA, o acordo de livre comercio entre a UE e o Japão.   Na c…

Daniel Lago
Ler máis

Conversas na Encrucillada

Usamos cookies propias e de terceiros para mostrar publicidade personalizada segundo a súa navegación. Se continua navegando consideramos que acepta o uso de cookies. OK Máis información