11.2 C
Santa Comba
jueves, febrero 22, 2024

Cuidado com o que vocé deseja

Estava eu lendo diversos artigos sobre a situação do mundo, em geral, e das relações internacionais, em particular, quando chamou poderosamente a minha atenção um titular: «Cuidado com o que você deseja: a Rússia está pronta para a guerra». Não reparei num primeiro momento, mas fiquei a dar voltas na cabeça a uma frase de tão forte impacto. Que estranha mensagem ocultava? Onde é que estava a força destas palavras? Se o titular fora unicamente «A Rússia está pronta para a guerra», certamente, não teriam mais do valor informativo da mesma frase como titular. Porém, não chega, com a mesma profundidade, a fixar-se na cabeça. Ao cabo, todos estamos prontos para uma guerra, melhor ou pior; mas preparados.

Cuidado com o que você deseja!! Tem que ser essa a força do titular, tem que ser essa a parte que afixa na mente a notícia e fez que certa inquietude transcorra pelo corpo adentro. Nunca um dito fora mais definitório, do que no novo cenário internacional, está a decorrer.

Se bem, um, agora, tem costumes cibernéticas, e uma delas é usar o explorador das coisas, como quem procurava, antes da chegada da Internet, nas enciclopédias, para ver que nos contavam das coisas. E a minha surpresa adquiriu tintas de tragédia!! A tal frase, usada, aparentemente, sem maior profundidade, num titular do noticiário da «Rusia Today»; resulta que é um antigo proverbio chinês!!!

Num momento todo foram «1» e «0» no meu pensamento, milhares de dados por segundo transferiam de uma célula cerebral a outra. Poderia ser, que o mesmo titular, transcendia e com muito, ao próprio conteúdo da notícia. A notícia, realmente, não era mais que outra de tantas onde os «informadores-sicarios» de Putin, ameaçam verbalmente à UE e advertem do seu enorme potencial militar, que daria para invadir os países do leste europeu em perto de 60 horas.

A hipótese era clara, toda uma declaração de intenções, para um novo sistema de relações internacionais no que estamos a entrar no S. XXI. A China, com a sua «sabedoria ancestral», tem desenhado um plano para ser a nova super-potencia hegemónica no mundo; e a Rússia, é quem lhe anda a desenhar e a entregar as armas. E a mensagem mesma serve de advertência para todos os livre-pensantes: tenham cuidado com o que vocês desejam!! A censura da liberdade de expressão, a censura da liberdade de prensa, a censura da Internet,… é isso o que vocês estão a desejarem? Correcto. Pois se vocês não estão a desejar isto, são vocês que têm um problema. Tanto na China, como na Rússia, há muitas coisas com as que há que ter muito cuidado se as desejas. Também em muitas das petro-monarquias do Oriente Médio e nos mais dos estado falidos do sul do Saara, as liberdades e os direitos humanos parecem seguir esta mesma dinàmica de advertência:»cuidado com o que você deseja».

Entra dentro da hipótese do carácter chinês, que vai ter, o novo pólo mundial; com o seu poder económico, militar e político. Um carácter, marcadamente chinês no político, onde o Partido Comunista da China, não vai abraçar nenhum tipo de abertura política, no que respeita ao seu sistema autoritário, e vai seguir os ditados do Comité Central do PCCh. Um carácter, marcadamente chinês no militar, onde a China já estabeleceu a sua primeira base militar, fora do seu território, em Djibouti, porta ao Canal de Suez e ao 40% do trànsito marítimo mundial, situada ao sul do Mar Vermelho. E um marcado carácter chinês, no económico, onde a estratégia é um neo-colonialismo chinês e a táctica uma nova rota da seda.

Pois já sabem vocês, tenham cuidado com o que desejam; não vai a ser o conto e comecem uma guerra.

Pódeche interesar

DEJA UNA RESPUESTA

Por favor ingrese su comentario!
Por favor ingrese su nombre aquí
Captcha verification failed!
La puntuación de usuario de captcha falló. ¡por favor contáctenos!

Síguenos

7,820FansMe gusta
1,661SeguidoresSeguir
1,826SeguidoresSeguir
1,210SuscriptoresSuscribirte

Últimos artigos